Quando se fala em infraestrutura e operações de empresas, temos que tomar bastante cuidado. Isso porque estes setores não param nunca: enquanto escrevemos um texto, tomamos um café ou até assistimos a uma série, as tecnologias avançam e as inovações surgem. Mas, ainda assim, é possível notar e mirar em tendências para continuar empreendendo e crescendo no campo corporativo.

 

A Gartner, uma das maiores companhias de pesquisa e aconselhamento para empresas do mundo, listou os principais pontos para que os líderes de TI estejam atentos nos próximos anos e um desses tópicos chama bastante a atenção.

 

Ao todo, segundo o documento, são dez itens de relevância, entre experiências imersivas e Gestão de Infraestrutura Digital Híbrida (HDIM). No entanto, o que parece mais relevante é o ponto 2 dessa lista: TI híbrida X confiança na recuperação de desastres.

 

Explico o motivo: enquanto boa parte das companhias globais têm migrado todos os seus dados para a nuvem, apostando que este é o cenário do futuro, é preciso focar muito mais em infraestrutura híbrida do que gastar as fichas apenas de um lado ou de outro.

 

As empresas que têm um ambiente em nuvem, mas mantêm parte de suas operações na estrutura interna da companhia, é que são as verdadeiras tendências. Este é um bom caminho para evitar problemas tanto do modelo de nuvem quanto do físico local.

 

Isso agiliza a recuperação de desastres. Caso haja uma desconexão, por exemplo, é possível agir rapidamente, agilizar o processo de retorno das informações e, consequentemente, retomar a operação da empresa de forma ligeira, muitas vezes, de maneira automatizada.

 

Importante ressaltar que, quando falamos de conectividade, não nos atemos apenas à internet. É claro que itens como banda larga, IP e velocidade da conexão são importantíssimos para uma boa execução de tarefas no dia a dia. Mas conectividade também envolve rede interna, infraestrutura física e hardware.

 

Quer um exemplo? Na telefonia ou na interfonia, não se usa mais - necessariamente - um cabeamento apenas para estes serviços. Tudo, hoje em dia, trafega pela rede de computadores. E, por isso, é importantíssimo ter uma rede adequada para desenvolver o seu trabalho.

 

Estar antenado às tendências é essencial para um bom retorno corporativo atualmente. Muitas profissões que trabalhavam apenas com papéis precisaram se adaptar e estão totalmente informatizadas para cumprir com suas entregas.

 

Nós, da RamalVirtual Telecom, gostamos de ressaltar que toda companhia, grande ou pequena, é uma empresa de tecnologia. A partir disso, é preciso ver para qual área profissional ela é dedicada. Mas para se abrir uma contabilidade, operação logística, varejo ou qualquer outra, é preciso estudar e investir em tecnologia. Sem ela, não é mais possível realizar as entregas que o mercado e o mundo pedem.

 

Se interessou pelo assunto e quer uma avaliação da sua estrutura de TI e telecomunicações?

 

Então clique aqui e saiba mais!