Você, certamente, já ouviu falar em segurança da informação. As pessoas e as empresas podem não dar a devida atenção, mas alguns dados, tais como CPF, senhas, entre outros, são muito valiosos. Tal relevância justifica as mais de 8,4 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos no Brasil, somente em 2020, de acordo com uma pesquisa realizada pelo FortiGuard, laboratório de inteligência especializado em ameaças virtuais.

Apesar disso, apenas 41% das empresas brasileiras possuem políticas de segurança estabelecidas, segundo um estudo desenvolvido pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), com as participações do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade de Informação (Cetic.br) e do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br).

Ainda de acordo com o mesmo levantamento, poucas organizações nacionais oferecem treinamentos sobre gestão de risco de segurança digital, bem como disponibilizam cursos online em relação ao tema ou, ainda, realizam orientações internas para os seus colaboradores. Isso acontece somente em 30% das empresas que possuem de 50 a 249 funcionários e em 19% das que empregam de 10 a 49 pessoas.

Muitas vezes, os empresários, em geral, deixam de investir na segurança da informação por achar que é um gasto elevado e desnecessário. Com uma experiência de 14 anos no mercado de tecnologia, nós, do Grupo RFTecnologia, afirmamos com convicção: os custos com prevenção são menores do que possíveis prejuízos futuros.

Segundo informações do site Canaltech, especializado em tecnologia, “não investir em segurança digital pode significar ter que gastar com multas e auditorias, perdas de associações profissionais e de clientes, custos legais em respostas legais e investimentos em investigações e de compliance - no Brasil, o custo médio do vazamento de dados é de R$ 5,8 milhões”.

Além disso, não podemos ignorar que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) já está em vigor no Brasil. O texto tem o objetivo de proteger informações sensíveis, tanto pessoais como empresariais, endurecendo as penalidades em caso de vazamentos de dados. Ou seja, proteger informações ganhou uma relevância ainda maior em nosso país. 

 


Como melhorar a segurança da informação na sua empresa?

Em tempos de pandemia, nos quais muitos funcionários trabalham de casa, o cuidado com as informações é ainda mais delicado. Afinal, os colaboradores passam a acessar dados de seus lares e de diferentes dispositivos. Para diminuir os riscos de vazamentos ou perdas de informações fundamentais para a sua empresa, recomendamos:

 


- Realização de backups frequentemente, seja em nuvem ou em um Data Center externo;

- Trocar senhas constantemente;

- Capacitação dos colaboradores, por meio de treinamentos e orientações em relação ao tema;

- Utilização de soluções de criptografia e de softwares, em geral, com qualidade comprovada para a proteção de dados sensíveis.

 


O GrupoRFTecnologa disponibiliza diversos serviços, entre eles, o backup em nuvem ou no nosso Data Center, que são capazes de aumentar a segurança da informação em sua empresa, evitando, assim, prejuízos milionários ao seu negócio.

Para testar o nível de segurança da sua organização, acesse ESTE LINK e responda o questionário. E, para mais informações sobre as nossas soluções, visite o nosso site http://rftecnologia.com.

 

 

Eng. Ricardo França

CEO RamalVirtual Telecom